quinta-feira, 31 de maio de 2012

Noiva vintage - voilettes , headband e vestidos...

Sei que este post não agradará gregos e troianos, mas é um assunto que me encanta! 

Quer seja na temática dos casamentos, ou, nos vestidos das noivas mais românticas, o passado se faz cada vez mais presente. Neste post, proporei uma pequena viagem no tempo para falar do vintage. Mais especificamente, da noiva vintage. E inicio nosso tour literalmente voltando ao passado.

É muito bacana pensar que, vivenciar toda essa experiência deste momento de transição que é o casamento, não é privilégio exclusivo das senhoritas, mocinhas do século XXI, mas é uma coisa que vêm de longe... Noiva sempre foi noiva, são sonhos, dúvidas, a idealização da vida a dois. Essas raridades (abaixo) são capas de revista dos anos 50 que ilustram bem a idéia. 

Tradução dos destaques "100 solteiros dizem porque ainda não casaram", "Face do tigre, história completa", Mulheres divorciadas que ainda amam os ex-maridos, o que fazer?", "Crescendo para ser rei"

Tradução dos destaques "Edição do 20º aniversário", "Moda de casamento do outono de 1954", "Etiqueta", "A sua lua-de-mel", "A sua casa nova", "Lar feliz".


Não é fantástico? Imagine quantas e quantas noivas há décadas experimentam os mesmos sentimentos, a ansiedade com o casamento, a casa nova. E é aí que entra o vintage... Mas o que é mesmo o vintage?

Vintage x Retro

A noiva vintage é aquela noiva mais sonhadora, delicada e romântica, muitas vezes avessa à algumas modernidades nos vestidos e nas festas.

Em linhas bem gerais, sem entrar em todos os detalhes etmológicos da palavra, podemos dizer que a palavra vintage se originou no meio dos vinhedos. Seu significado implicava em "ano que foi feito um vinho", ou, "algo antigo e bom". Disto, o termo foi transportado para outros âmbitos e se conceitualizou como uma forma de resgate "do melhor" das décadas de 1920, 1930, 1940, 1950 e 1960.

Entretanto, os especialistas começaram a distinguir as peças de época, encontradas em bréchos ou no armário da vovó, das produções atuais inspiradas no estilo. Assim, denomina-se vintage as antiguidades originais, testemunhas oculares de uma época, e retro as produções atuais que, fazendo uma releitura dos outros anos, criam looks contemporâneos de linhas vintage.

A releitura mais comentada foi a do vestido da Grace Kelly por Kate Middleton.

Não sou nenhuma especialista em moda, mas, na minha humilde opinião, mesmo que a possibilidade de encontrar uma peça original vintage - e em bom estado - por aí seja bem remota, não acho que dá  para colocar no mesmo saco e dizer que todas as produções neste estilo são retro, e digo isto porque nem sempre os traços atuais são tão evidentes (vide criações da loja Pó-de-Arroz). Assim, eu não denominaria algumas produções atuais de retro, mas roupas de inspiração vintage.


Headband

Os headbands (ou, no francês, bandeaux), que atingiram seu auge na moda dos anos 20, são capazes de transformar um look simples numa mega produção. Por isso, quem não abre mão de utilizá-lo, deve ter cuidado ao escolher o vestido e demais acessórios para não ficar over demais. O ensaio abaixo, por exemplo, privilegia o headband em detrimento ao vestido esvoaçante, de linhas mais retas e poucos detalhes. Mas olhe e me diga, não ficou fantástico?











Voilette e casquete

Ar de sobriedade e mistério. O clássico voilette, que data de meados dos anos 40, se origina na palavra francesa, que significa um véu menor, que cobre apenas parte do rosto. Ele pode ser arrematado com plumas, flores ou casquete, que, neste caso, trata-se de um pequeno chapéu fixado na lateral do cabelo. Um charme para casamentos cívis, mais íntimos ou durante o dia!






Luvas
"Acho chic" (Glória Kalil).
Assino embaixo!



Vestidos

Como eu já disse, atualmente, a delicadeza do passado segue com força total. Releituras com flores, rendas, romantismo e simplicidade marcam a época do resgate vintage. Tomo emprestado para ilustrar este post, uma das lojas de noiva mais vintages do Brasil, a Pó-de-Arroz. Todos os vestidos abaixo (e as luvas acima) são deles.








Muito longo o post, mas não consegui diminuir as imagens (amo todas e quis compartilhá-las). E vocês, curtem o estilo?

Depois volto para colocar os créditos.
Abraços



6 comentários:

  1. vto na headband! linda demais!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. O vestido de Grace kelly e a releitura de Kate são lindos e dignos de muitos e muitos comentários, já o headband na cabeça dispensa comentários, lindíssimo e discreto... não curto, mas essa combinação ficou show, adorei!!!! Ah! tem post novo lá no blog, dá uma passadinha lá... bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu, particularmente, não curto a linha "vintage" por isso não me encantei muito com os vestidos... Mas acho que algumas noivas ficam bem bonitas com esses vestidos...


    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela força e pelas palavras carinhosas!

    Estou saindo deste mundo, por enquanto, irei buscar Vida Nova e voltarei breve!

    Que Deus abençoe!

    * lindo post, como sempre, muito bom gosto!

    Beijo Cris

    ResponderExcluir
  5. Menina, passa lá no blog, fiz novo post sobre o lugar que escolhemos pra passar a lua de mel, gostaria muito da sua opinião. bjkas

    http://dkellydias.blogspot.com.br/2012/06/lua-de-mel-em-morro-de-sao-paulo.html

    ResponderExcluir
  6. Ah me achei! Meu vestido vai ser uma mistureba disso tudo aí PLUS voilete! Q lindo q lindo!

    Adorei o post!

    http://1casamento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir